Jabuticaba de Sabará recebe selo de origem do INPI

Selo é usado para identificar origem de produtos quando local tenha se tornado conhecido ou quando uma característica ou qualidade do produto se deve a sua origem.

► O QUE FAZER EM SABARÁ? A CIDADE HISTÓRICA MAIS PRÓXIMA DE BH!

A famosa – e saborosa – jabuticaba de Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, tem agora um selo de origem. O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) publicou na revista da entidade, nesta terça-feira (23), a concessão de indicação geográfica para os produtos derivados da fruta fabricados na cidade histórica mineira, como licor, geleia, molho, casca cristalizada e compota.

► MONTADOR DE MÓVEIS EM SABARÁ

O selo é usado para identificar a origem de produtos quando o local tenha se tornado conhecido ou quando uma característica ou qualidade do produto se deve a sua origem.

► MUDANÇA E CARRETO EM SABARÁ

Ele também restringe o uso do nome da jabuticaba de Sabará para produtores e prestadores de serviço da região, evitando que pessoas de outros locais tentem vender os itens como se fossem do município da Grande BH.

 

Com a fruta, são feitos produtos como geleias, compotas, licor e molhos, a indicação de origem foi concedida em nome da Associação dos Produtores de Derivados de Jabuticaba de Sabará.

A fruta faz parte da história da cidade, umas das primeiras em Minas Gerais a explorar o ouro. Na época em que os troncos das árvores ficam cobertos pelas bolinhas pretas, é possível alugar um pé em Sabará e passar o dia saboreando a jabuticaba.

► 10º FESTIVAL DA BANANA DE RAVENA

Desde 1987, a cidade tem um festival em que a fruta é o destaque. Neste ano em que chega à 32º edição, o evento vai ser realizado entre os dias 15 e 18 de novembro. Em 2017, o festival reuniu cerca de 150 mil pessoas e movimentou cerca de R$ 30 milhões, de acordo com a organização.

 

Desde 1987, Sabará tem festival em que jabuticaba é o destaque

Via: globo

Deixe uma resposta